Investimentos

GRI 203-1

O plano de investimentos da MRS é desenvolvido a partir do direcionamento estratégico da Companhia. Em 2020, a MRS investiu R$ 785 milhões em iniciativas para garantir o atendimento do volume e a sustentabilidade da operação, para o avanço no crescimento da Carga Geral e o início do processo de substituição do ERP dentro do Projeto Conecta. O portfólio também incluiu verbas para o desenvolvimento dos projetos que deverão ser executados pela MRS em contrapartida à prorrogação da concessão. As principais áreas da Companhia possuem metas relacionadas a realização do escopo dos pacotes aprovados, com uso (na maior parte) da Curva de Valor Agregado (Curva S), para mensuração do acompanhamento da aderência física e financeira do projeto ao longo do ano.

Em uma busca contínua do aperfeiçoamento da gestão de investimentos, a MRS promoveu, ao longo de 2020, workshops de capacitação com gestores de projeto e contratou uma consultoria especializada para melhoria de processos na gestão de projetos e início da preparação para os novos patamares de investimentos, que serão assumidos a partir da renovação da concessão.

Investimentos (R$ milhões)

Investimentos (R$ milhões)20192020
Via Permanente (1)391,9433,0
Material Rodante (2)301,6253,5
Sistemas de Eletrônica16,115,8
Programa SMS (3)6,416,1
Diversos31,566,7
Total747,5785,0

1 Expansão, confiabilidade de infraestrutura e modernização da via permanente;
2 Aquisição, confiabilidade e modernização do material rodante;
3 Investimentos em Saúde, Meio Ambiente e Segurança;

Foi mantida a estratégia de priorizar os investimentos voltados para os fluxos de Carga Geral, destacando a conclusão da sinalização definitiva do TIPLAM e o início da sinalização da Margem Esquerda de Santos. Investimentos de recapacitação da via permanente tanto na Baixada quanto no trecho Itirapina-Pederneiras e andamento das iniciativas para atendimento de novas cargas de Carga Geral, com destaque para início das obras do Terminal Multimodal de Pederneiras (SP) para atendimento às cargas do agronegócio e de celulose.

Continuação do plano de intervenções preventivas ao longo da via para minimizar os riscos associados à confiabilidade do trecho: execução de 23 obras de contenções, 11 intervenções/ substituições de pontes e recuperação de um túnel.

Em 2020, foram realizados estudos e aprofundamentos nos modelos de ativos disponíveis no mercado, sendo iniciada a compra (com entrega prevista para 2021) de vagões GDT, PCT e outros modelos de vagões para protótipos. Além disso, destaca-se a aquisição de cinco locomotivas da Progress Rail para atendimento ao volume de 2021 e realização de testes com esse novo modelo de locomotiva. Além dessas frentes, foram iniciadas adequações em vagões HAT para aumento do volume por vagão (171 vagões adaptados).

Foram realizadas intervenções em locomotivas, vagões e na malha ferroviária com o objetivo de aumentar os níveis de confiabilidade e disponibilidade dos ativos, permitindo melhorar a eficiência e otimização das operações ferroviárias.

Destaques para o início do projeto para implantação do novo sistema ERP (SAP) e desenvolvimento de sistemas de TI com foco nos processos da operação da MRS, investimento em tecnologia para aperfeiçoamento da operação e manutenção na região de auto salvamento em Minas Gerais (próximos às barragens com risco de rompimento) e início do desenvolvimento de controle remoto para manobra de locomotivas em pátios.

Fazer download da página

Download do relatório

Download center

Complementos dos indicadores GRI